sábado, 5 de abril de 2014

[Resenha] A estrela que nunca vai se apagar

Autora: Esther Earl ( Participação de Lori e Wayne Earl)
Páginas: 437
Editora: Intríseca
Sinopse: A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar conta a história de Esther Grace Earl, diagnosticada com câncer da tireoide aos 12 anos. A obra é uma espécie de diário da jovem, com ilustrações, fotos de seu arquivo pessoal, textos publicados na internet, bate-papos com os inúmeros amigos que fez on-line e reproduções de cartas escritas em datas comemorativas como aniversários. A jovem perdeu a batalha contra a doença, mas deixou um legado de otimismo e celebração ao amor. Atualmente sua mãe, Lori Earl, preside a instituição sem fins lucrativos This Star Won´t Go Out (tswgo.org), que apoia pacientes e famílias que lutam contra o câncer.

  Apesar de o título da postagem acusar ''Resenha'', eu não vou me atrever a chamá-lo assim. Já aviso pra vocês que essa postagem será melosa, grande e cheia de sentimentos. Desde que soube da publicação desse livro, fiquei maluca para lê-lo, coloquei minha mãe doida e ela me deu. Eu disse que será cheia de sentimentos porque comprei esse livro lembrando da minha prima, Jeniffer. A perdi pro câncer tem pouco mais de um mês e gente, essa dor não vai passar nunca. Ela é ''A estrela que nunca vai se apagar'' da minha vida. A amo e vou amar pra sempre, e tenho nela as melhores lembranças de luta e determinação. As palavras de Esther me tocaram muito e eu pude entender um pouco o universo de uma pessoa que sofre dessa doença terrível. 
 
 O livro é um misto de diário, postagem de um blog e palavras de quem a amou e vai amar pra sempre. Carregado de sentimentos e em cada palavra eu senti uma ''pancada'' diferente. Eu sempre senti muito e por isso mesmo, a perda da minha princesa está doendo muito, mas muito mesmo. Até hoje eu não me recuperei e nem consigo acreditar (se é que um dia vou). 


 "Deus é o motivo de eu estar sobrevivendo, mas ele sem dúvida colocou vocês na minha vida de uma forma maravilhosa. Eu amo vocês. Queria que houvesse uma forma menos melosa de dizer, mas amo mesmo. Simplesmente amo. Obrigada."

 Dizer que a Esther falece não é spoiler, porque todos já sabem que esse fato trágico aconteceu em 2010. Já li A culpa é das Estrelas e não chorei, mas como a história de Esther é real e estou passando por essa dor eu chorei muito quando cheguei nessa parte. Minha mãe não acreditou ao me ver chorando tanto e lendo. Chorei lendo umas 30 páginas depois da morte dela e lembrando da minha prima. Parecia que eu estava revivendo a hora que recebi a notícia de novo e nada me fez parar de chorar. 

Jeniffer e Ludimila, janeiro de 2014
Jeniffer, Ludimila e Maiara. Belo Horizonte, 1996



Não me arrependi de uma página sequer e recomendo muito a leitura, MUITO mesmo. Mas se você for sentimental como eu, se prepare. Esther vai te levar para um mundo totalmente diferente e mostrar que mesmo sofrendo com uma doença terrível, não devemos deixar de amar a vida. 


"Quando o dia chegar, seja em um, dez ou cem anos, eu não quero que vocês pensem em mim e fiquem tristes. Mesmo agora que estou viva, não pensem em mim e digam "Pobrezinha. É uma pena que ela esteja doente". Não que vocês façam isso. Pensem em mim e pensem na luz do sol e no quanto aaamo animais e desenhar coisas bonitas."

"Por meio de sua bondade, seu carinho e amor pela vida, ela permitia que os outros fossem eles mesmos. [...] que estávamos a um dia do momento em que o amor de Esther pelo mundo se tornaria contagioso. Ela estava prestes a inspirar uma mudança no mundo.

  E sem contar a aparência do livro, que coisa MARAVILHOSA!!! Vermelho, verde, cheio de estrelas, fotos e desenhos. Você se muda para o mundo de Esther durante a leitura. Leiam galera, é uma lição de vida.
  Eu queria passar pra vocês o que eu senti lendo esse livro, mas eu não consigo. É algo muito forte e triste ao mesmo tempo. É sem explicação, só lendo vocês vão ter ideia do que se sente. Queria pedir desculpas também por não ser uma resenha, mas diante da situação que li esse livro eu não poderia deixar de associa-lo com minha perda. Foi tocante e emocionante. Me transformou. 

3 comentários:

  1. Oii, tudo bom ?
    Meus pêsames por sua amiga =/
    Esse livro parece ser bem bacana, mas não me dei muito bem com A culpa é das estrelas, então provavelmente eu não o lerei =p
    Adorei a resenha, um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniel,
      é uma perda terrível, só o tempo mesmo. Leia sim, é uma ótima experiência.
      Beijos

      Excluir
  2. Nossa que triste :( O livro a culpa e das estrelas foi baseado nesse livro ne!? Quero muito ler ele.

    ResponderExcluir