segunda-feira, 15 de junho de 2015

[Resenha] O Lado Mais Sombrio

Autora: A. G. Howard
Páginas: 367
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Alyssa Gardner tem uma vida conturbada, ela ouve vozes de insetos e flores. A garota mora apenas com o pai pois a mãe foi internada e considerada insana e instável, e alegava ouvir as mesmas vozes que Alyssa sabe que são verdadeiras. Em uma das visitas, ela descobre que cada dia sua mãe pior, e que o pai havia concordado com o médico em aplicar um tratamento de choque, o que não apenas poderia transformar sua mãe em outra pessoa, como também poderia matá-la. Para impedir isso, Alyssa terá que mergulhar no obscuro mundo do País das Maravilhas e consertar os erros que a verdadeira Alice deixou pra trás, dessa forma quebraria a maldição sobre sua família. Mas a verdade é que o País das Maravilhas foi totalmente distorcido por Lewis Carrol, e Alyssa vai descobrir um lado sombrio do conto de fadas.




"Sou Alice em um vestido azul com avental rendado, tentando escapar do tique-taque do relógio de bolso do Coelho Branco. Ele parece que foi esfolado vivo - praticamente pelo e osso com orelhas de coelho. " Página 13

Alyssa Gardner, é tataraneta de Alice Liddell, a garota que inspirou o famoso livro, Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll. Ela, como todas as descendentes de Alice, pode ouvir e conversar com plantas e animais. uma maldição. Já não bastasse esse fato, Alyssa é constantemente motivo de gozação de seus colegas de escola.

Como tentativa de calar essas vozes, que tanto detesta ouvir, ela mata plantas e insetos para dar vida a seus mosaicos. Além disso, ela procura de todas as formas, "apagar" qual quer semelhança que tem com as mulheres de sua família, talvez numa tentativa de parecer menos insana e não acabar parando em um sanatório como sua mãe. Alyssa também tenta esquecer toda essa loucura andando de skate no Submundo, um local para skatistas, que é uma caverna subterrânea de uma antiga mina. O único problema, é que esse espaço é da família de Taelor, a garota que ela não gosta e que é namorada de um garoto que ela é apaixonada desde o momento em que o conheceu, Jeb.

O que Alyssa não sabia, é que sua vida mudaria totalmente depois de uma visita a sua mãe no sanatório. Seu pai, autorizou um tratamento de choque para sua mãe, já que os remédios não estavam fazendo efeito para sua loucura. Na tentativa, de salvar sua vida, ela fará de tudo para ir para Londres, encontrar a toca do coelho, a entrada para o País das Maravilhas, para acabar com essa maldição e concertar os erros de Alice e, ela acabará envolvendo Jeb nessa loucura. Mas, ela verá que o País das Maravilhas, não é como Carroll, descreve em seu livro. Tudo é mais sombrio e mexerá com sua cabeça e seu coração, ainda mais quando ela conhece Morfeu. "Nada é o que parece no País das Maravilhas".

"Se com uma pluma tocar, no reino interior irá entrar. [...] Se a hora não acertar, a noite aqui vai passar." Página 93

O Lado Mais Sombrio, é um livro muito inteligente, e com uma ideia bem arriscada, pois mostra o que, supostamente, seria o verdadeiro País das Maravilhas. É descrito com muita inteligencia, cada detalhe é colocado de uma forma mágica, que deixa tudo muito lindo e obscuro. Mas, não sei dizer por qual motivo ao certo, o livro não me prendeu, acho que minha expectativa era muita grande com a história e isso nunca é bom. Não estou dizendo que a história em si é ruim, pelo contrário, é muito interessante, eu só esperava um lado mais sombrio, algo que me deixasse tensa, com medo, pelo menos é o que eu esperava ao ler o título do livro e isso não aconteceu.

Tenho que admitir que o final é surpreendente, surpreendente mesmo, e até me fez gostar da história e querer ler o próximo livro, o lado bom de eu não ter gostando tanto, é que não tenho tantas expectativas com a continuação, apesar de ter interesse em ler.

Meus personagens preferidos são Alyssa e Jeb, principalmente o último, pois é muito corajoso e protetor. Morfeu ainda não sei se eu odeio ou se amo, tá mais pra ódio, achei ele muito interesseiro e exibido.

Quanto a capa, eu falei dela aqui no blog, lá vocês podem perceber que eu esperava bastante do livro, e estava até gostando, mas... clique aqui para ver. As páginas são lindas, onde fica os números e cada inicio de capitulo é decorado.

"O demônio alado mostra seus dentes brancos em um sorriso estonteante que me atrai e me coloca em guarda." Página 149

Levei muito tempo para ler esse livro, foram meses, justamente por não ter me prendido, então minha nota:

Nota: 3,5/5

6 comentários:

  1. Oi Naty!!!
    Nossaaaaaa, como assim não gostou?? Eu amei mas, também quando comecei ler já sabia que não era TERROR ou SUSPENSE mas sim um olhar um pouco mais dark do país das maravilhas.
    Eu amei esse livro, o segundo é ainda melhor e eu amo o Morfeu!!
    *----*
    Adorei a resenha gata!
    ;**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é que não gostei, só achei que foce mais "emocionante", não me prendeu em nenhum momento, mas a ideia da autora é bem legal.
      Eu odiei o Morfeu, mas do que amei, sei lá, ele é meio confuso.
      Beijos

      Excluir
  2. No começo fiquei um pouco desanimada com a leitura Naty, mas depois foi a todo vapor, mas confesso que por não ter gostado muito no começo enrolei bem para finalizar :/
    Agora precisamos ler o segundo, não é?
    Beijos
    Dri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu queria ter ido a todo vapor, o desanimo que eu estava com a leitura, me fez enrolar por quase 3 meses para finalizar, quando terminei, foi um alivio haha.
      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Nayara! Quando eu li a sinopse desse livro, pensei que iria odiar a história e acabei o ignorando totalmente. Mas, lendo sua resenha, percebo que estava enganada. Essa história deve ser incrível e agora estou curiosa para ler. Beijos.

    http://livro-apaixonado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Julia, a ideia da história é incrível sim, mas eu não leria novamente, recomendo pois tem gente que amou.
      Beijos

      Excluir