sábado, 11 de julho de 2015

[Resenha] A Mordida do Vampiro

Autor: Laerte Verrier
Páginas: 156
Editora: Independente

Sinopse: Brian teve seu futuro escrito pelo seu próprio pai. Obrigações com os negócios da família e um casamento com alguma aristocrata qualquer estavam na lista de suas tarefas. Porém, a chegada de uma bela dama muda seu destino. O jovem rapaz deseja conhecer o lado sombrio da existência, e ela lhe mostra o caminho da morte. De repente, seu mundo é tragado, e seus olhos ganham uma nova cor... Vermelho... Sangue! Conheça a trajetória demoníaca do primogênito da família Van Dom, seus amores e temores, contados em diversas versões dos fatos.









"Podia ver a imagem de centenas de demônios, pequenos, chifrudos e musculosos, dançando acima da cabeça do meu amado. As criaturas sorriam maliciosamente, deixando à mostra pequenos caninos pontiagudos." Página 79

Brian Van Dom é um jovem de 18 anos, herdeiro de uma das famílias mais ricas da Inglaterra. Apesar de uma infância favorável, sempre gostou das coisas mais simples. Ele vive em uma época em que as pessoas se casam ainda jovens e seu pai, quer que ele se case e assuma a filial da empresa da família na França, porém Brian não quer se casar e nem abrir essa filial, dizendo até que prefere a morte. De fato ela veio.

Josett Marie Johnson é prima de Brian, uma mulher linda, porém ela não é qual quer mulher, é uma vampira, e vai ser ela a mostrar o ladro sombrio do mundo para ele, fará com que ele conheça a morte, a escuridão, as trevas, transformando-lhe em um vampiro.

A principio, Brian fica assustado, mas depois aceita seu destino. Depois de um tempo, ele se torna cruel e faz dos lugares onde ele passa, um inferno, junto com seu criado. O que ele não esperava, é que existisse outras criaturas além dele e caçadores de vampiros. Esse mundo é pequeno demais para tantas criaturas sombrias, ele terá que dar um jeito nisso se quiser sobreviver, mesmo que para isso, muito sangue tenha que ser derramado.

"A morte tem maneiras estranhas de se expressar. Às vezes ela vem quando menos se espera, e às vezes ela vem porque a queremos por perto." Página 81

A Mordida do Vampiro é um livro diferente, bem diferente na verdade, nunca tinha lido nada parecido. Os fatos são narrados em primeira pessoa, por vários personagens, só que em formato de carta, mostrando assim, vários lados da história. Muitas pessoas dizem ter se confundido com essa temática, porém, não me atrapalhou em nada, consegui entender perfeitamente a história. E que história, muito sombria e sangrenta, o autor não tem dó de ninguém, nem deu tempo de eu apegar a alguns personagens. Por isso, acho que não tenho nenhum personagem preferido. De certa forma, o Brian seria um, porque gostei da personalidade dele, mas não tenho certeza ainda.

Tudo acontece muito rápido. A história começa no século XVIII e termina no século XX. E o que eu mais gostei é que o vampiro é descrito da forma que realmente imaginamos que seja um vampiro. Não vem ao caso o porque, mas confesso que tinha uma certa resistência com história que envolve esse tipo de ser, por isso, fiquei muito feliz com o descrito.

Esse é outro livro totalmente viciante, li em dois dias, teria lido em um dia se eu não tivesse lendo só a noite (meu horário preferido para ler). Só não gostei do final, porque estou curiosa até agora para saber o restante da história, isso me mata, acho que sou a pessoa mais curiosa do mundo. E por não aguentar de curiosidade, perguntei ao autor do livro se teria continuação, e sim, para minha alegria, terá continuação, só espero que saia rápido.

"O cheiro de sangue surgia das veias das pessoas, e vinha como um sonho bom para mim. Queria matar a todos, pois assim, me sentiria bem; minha insanidade seria saciada, tal como a minha sede." Página 143

Em falar do autor, eu recomendo muito que vocês o sigam nas redes sociais (clique aqui) e conheça outras obras dele. Ele é um amor de pessoa e me tornei super fã, uma pessoa incrível, nunca vi uma pessoa te deixar tão confortável em uma conversa. Comprei A Mordida do Vampiro, já tem um tempo, adquiri com ele mesmo, e ele deixou uma dedicatória bem sombria e nesse momento eu já vi o que me aguardava além daquela página, adorei! Vejam:


Acho que ficou bem evidente a minha opinião, por consequência minha nota também:

Nota: 5/5

Comentem ai em baixo o que vocês acharam da resenha e super recomendo a leitura da história. Um super beijo e até mais!

Um comentário:

  1. Querida, nem é preciso dizer o quão feliz estou com tuas palavras. Agradeço, de coração, por todo carinho e apoio.

    ResponderExcluir