domingo, 27 de dezembro de 2015

[Resenha] A Playlist de Hayden


Autora: Michelle Falkoff
Páginas: 288
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

"[...] ouça você vai entender"

Hayden é um garoto baixinho, gordinho e geek, que sofre bullying de seu irmão e seus amigos e não tem atenção dos seus pais. Ele sofreu tanto a ponto de não aguentar mais e acabar tirando a sua própria vida. Não deixou nenhuma pista do porque ele fez isso, apenas uma playlist e um bilhete para o seu melhor amigo que dizia o seguinte: "Para Sam, ouça você vai entender".

Sam, é o melhor amigo de Hayden e foi para ele que o garoto deixou a playlist. Sam está totalmente abalado e revoltado com o amigo por ele ter ido sem dizer o porque. Mas, ele precisa ouvir a playlist de Hayden e tentar entender os motivos do garoto para tirar sua própria vida.

No velório do seu melhor amigo, Sam conhece Astrid, ela o ajudará a desvendar esse mistério, ou o confundir ainda mais.

Várias coisas estranhas começam a acontecer desde que Hayden morreu, principalmente com a "Trifeta do Bullying". Dois deles foram atacados de maneira diferente e se Sam quiser saber quem está fazendo isso, ele precisará impedir que aconteça alguma coisa com o terceiro.

Muitas coisas irão acontecer, coisas que Sam nem poderia imaginar. O que será que ele tem que entender na Playlist?

"Eu jamais entenderia o quanto ele se sentiu ferido, confuso e desesperançado a ponto de decidir que não valia mais a pena tentar, e não estava irritado com ele por ele ter decidido fazer aquilo, mas jamais gostaria de sentir o mesmo."

A Playlist é um livro bem interessante, trata de um assunto muito sério e cada vez mais frequente nos dias de hoje, que é o bullying.

Isso é algo bem difícil de se falar. Eu já sofri com brincadeiras maldosas na infância, mas nunca me alterei ou abaixei a cabeça diante das ofensas. E é isso que os pais, os professores e familiares, devem ensinar aos seus filhos e alunos. Essas brincadeiras maldosas são frequentes e acho que não irão acabar nem tão cedo , por isso não podemos abaixar a cabeça. Por mais que doa, é necessário se erguer e dizer para você mesmo, que você não é como dizem e que não vai se importar. Mas, ainda sim, devemos contar a alguém, pois é uma maneira de impedir que essas "brincadeiras" continuem.

A "Playlist" é uma história muito bem construída, com muitos mistérios e reviravoltas. Eu indico a qualquer um, é um livro bacana de ser ler. Entretanto, eu não gostei muito do desfecho, não vou dizer porque, para não da spoiler, mas falto algo.

Não poderia deixar de falar da playlist. Cada início de capítulo recebe o nome de uma música, essa seria a playlist de Hayden. Muita música boa que, eu conheço e amo. Pirei quando vi Metallica entre as músicas. Sou apaixonada pela banda!

"Mas todo o sentido de se viver em um mundo de fantasia é a própria fantasia em si, não é?"

Por causa do desfecho, irei tirar um ponto na nota, mas ainda assim, vale a pena ler a história.

Nota: 4/5

2 comentários:

  1. Oi, Nay! Nossa, essa é a primeira resenha que eu acho que foi a mais verdadeira que li sobre esse livro. As que já li nem falavam sobre o desfecho que deixou a desejar! Ainda não li este livro, mas tenho vontade de ler, principalmente porque não é qualquer enredo, é uma crítica ao que muitas pessoas tem vivenciado, né? Então, não sei se posso considerar bullying mesmo algumas meninas me chamando de lésbica ou assexuada pelo fato de eu me guardar para o meu futuro marido, porque eu disse para pararem e até que pararam, mas isto me magoou. Bullying é algo realmente sério, palavras são coisas que podem tanto trazer felicidade quanto a amarga tristeza, independente de.
    Parabéns pela resenha e por saber o seu valor, não ligando para o que os outros falavam! Tendo Deus, o que importa a opinião dos outros quando sabemos quem somos?
    Beijos!
    www.thoughtsandadventures.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, estou louca para ler esse livro.
    Adorei a resenha
    bjs
    http://floresecencia.blogspot.com/

    ResponderExcluir