domingo, 21 de fevereiro de 2016

[Resenha] Os Assassinos do Cartão Postal


Autor: James Patterson
Páginas: 303
Editora: Arqueiro

Sinopse: Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Berlim e Estolcomo.

Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando a repórter sueca Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com a jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.
"Ser ou não ser
Em Estocolmo
Eis a questão
Entraremos em contato"

Vários assassinatos estão acontecendo pelo mundo inteiro. Jovens casais são mortos, com a garganta cortada, depois de serem iludidos e dopados.

Tudo que a polícia sabe, é que antes de acontecer o crime, os assassinos mandam um cartão-postal para a mídia e depois a foto de um casal morto.

Jacob Kanon é um detetive da polícia de Nova York. Sua filha, Kimmy e seu genro, são uma das vitimas desses criminosos. Ele não irá descansar enquanto não pegar quem fez isso com sua querida filha, então irá para Estocolmo, na Suécia, pois a jornalista Dessie Larsson, acaba de receber um cartão-postal.

Os dois irão se unir e tentar montar as peças desse quebra-cabeça e podem se surpreender com o que vão descobrir.

"- Mas o que isso nos diz, de fato? - perguntou Gabriella. - Que os assassinos são fodidos da cabeça? Nós já sabíamos disso."

Os Assassinos do Cartão Postal, possui uma história muito instigante. Ao longo dos fatos o autor, James Patterson, vai te dando dicas, o que automaticamente me fez ir tentando desvendar o mistério, mas nem cheguei perto.

Eu amo livros do gênero policial e posso dizer que já li melhores, entretanto, cada história tem seu brilho e esse é um pouco diferente dos que eu li, nada clichê, por isso gostei muito.

A razão dos assassinatos são surpreendentes e gostei bastante do desfecho. Não foi aquele final que nos faz dar pulinhos de empolgação, mas foi legal.

Só achei que uma coisa não ficou muito bem explicada, na verdade, nem foi explicado. Não vou dizer sobre o que é, para não da spoiler, mas é um fato que deveria ter sido comentado e foi um erro grave do autor.

"As pessoas podem ser convencidas de qualquer coisa, pensou. Qualquer coisa era melhor que uma vida sem significado.Por isso existem religião, clubes de futebol e torturadores voluntários a serviço de ditadores."

Gostei bastante da história, apesar do ponto negativo que comentei, por isso recomendo para quem gosta de romances policiais e para quem quer ler uma história um pouco diferente das que estão habituados a ler.

Já ia me esquecendo da nota hahaha. O livro perdeu um ponto por causa do que eu falei mais acima.

Nota: 4/5

Um comentário:

  1. Ooi, Nay! Eu já conhecia o livro, já li uma outra resenha do mesmo e fiquei até interessada em per. Porém, como não é do meu costume, eu vou deixando passar e acabo esquecendo que pretendia pesquisar mais sobre :P
    Well, gostei muito da resenha, bem sincera e bem escrita! Não sei se ainda pretendo ler o livro, mas bem... Quem sabe um dia, não é?
    Beijos, linda! Boas leituras ;)

    ResponderExcluir