terça-feira, 11 de julho de 2017

[Resenha] A Invasão de Tanagor



Autor: Raphael Albuquerque
Páginas: 220

Sinopse: Desde o início houve várias lutas pelo poder, por objetos de riquezas ou pela simples vaidade humana ou de deuses. Em Tanagor, isto não foi diferente. Assim como o holocausto promovera almas ferozes e sedentas pela morte, este caprichoso mundo não ficou impune às diferentes batalhas que já foram travadas na Terra. Nesta realidade invisível e tão próxima, difere dos honrados aos sem escrúpulos. Perpetuado por magias, criaturas poderosas, guerreiros destemidos, armas fascinantes e segredos perigosos, uma guerra se aproxima, levando personagens fantásticos a descobrirem sua coragem e seus medos. Ninguém sairá ileso, nem mesmo àqueles que adentram neste universo como personagens coadjuvantes: leitores. Onde gigantes voam, pedras e árvores tomam forma, e as florestas escondem mistérios. Isto é: A Invasão de Tanagor.


Tanagor é um mundo criado pelo deus, Hanoai. É uma terra perfeita, pensada pelo deus e criada por suas próprias mãos. Um lugar liberto de qualquer mal e protegida pelo Deus Sol, Thaonai, filho de Hanoai e Asini.

Thaonai é um homem justo e bom, amado por seu povo, vigia o mundo no seu Trono de Fogo, onde deve ficar durante todo o dia, caso contrário o mundo entraria em uma terrível escuridão, deixando-o mais suscetível a entrada do mal.

O Deus Sol, Herdou do seu pai o dom de criar. A vida e o povo em Tanagor, só evoluía. Com o tempo, o jovem se apaixonou, se casou e foi morar em uma ilha flutuante, o Palácio da Alvorada, onde tiveram quatro filhos, dotados, cada um, com dons e habilidades grandiosas.

Neste palácio ficaa guardada, uma relíquia, o Astrolábio, que era capaz de abrir portais para outros mundos. Os filhos do Deus Sol, eram responsáveis pela segurança dessa relíquia.

Adallu, um dos filhos de Thaonai, que possuía o dom de prever o futuro, viu em uma de suas visões um desastre, Tanagor estava sendo destruída, as tribos pegavam fogo e os povos sofriam. O jovem e seus irmãos foram até o encontro do pai, para poderem discutir sobre a visão de Adallu e traçar estratégias. O Deus Sol foi encontrar com seu pai, para que este pudesse te aconselhar e deixou nas mãos de Adallu a responsabilidade de vigiar o mundo no Trono de Fogo.

Depois de alguns dias, no difícil trabalho de vigiar o mundo e tendo cada dia mais visões, Adallu se sentiu mal, no Trono de Fogo, o que fez com que ele se descuidasse e caísse do trono, fazendo Tanagor afundar em uma profunda escuridão. Os céus foram preenchidos por raios, uma fúria jamais vista e seres obscuros começaram a invadir o mundo, em busca do Astrolábio. A visão de Adallu estava sendo concretizada, a guerra começara.


Que eu amo fantasia, não é novidade pra ninguém, mas quando ela vem rica de informações e cheia de elementos incríveis, eu me apaixono ainda mais e foi isso que aconteceu em A Invasão de Tanagor.

O que mais me deixou impressionada, foi a quantidade de histórias por trás dos elementos. São muitos personagens, muitas criaturas e um mundo completamente perfeito, criado em, relativamente, poucas páginas, imagina o que o autor criaria em maior número? 

Neste livro, eu viajei para um mundo completamente diferente dos que já li, o que trás uma originalidade incrível para a história e imaginar cada detalhe descrito pelo autor, me fez sentir vontade de querer ver uma adaptação cinematográfica.

A guerra que acontece durante as páginas, foi repleta de muita ação e as criaturas obscuras, principalmente uma mosca gigante, eram as coisas mais repugnantes que já li. Moooorro de nojo de moscas e essa me fez fazer careta quando eu lia suas descrições.

Que autores tem o a péssima mania de matar nossos personagens preferidos, vocês já sabem, né? Então, saibam que aqui terá muitas mortes sem piedade. Autores sem coração! Porém, o que eu gostei nisso, foi que as vitórias não se tornam clichês, onde só os "bonzinhos" vencem, como o que acontece nas Crônicas de Gelo e Fogo, mais conhecido como Game Of Thrones.

O final do livro é incrível e completamente surpreendente, além de deixar uma pontinha solta para, um segundo livro e eu já estou ansiosa por isso.


Nota previsível? Com certeza! E é com muito prazer que dou nota máxima pra essa leitura. Uma fantasia muito criativa, que envolve muitos elementos e ainda sim te prende até o final da história. Super indicado para os amantes de fantasia, para os jovens e até mesmo para os adultos, a leitura é bem leve e fácil de ser compreendida, vale a pena!
Então, leitores, eu espero que vocês tenham gostado, não se esqueçam de comentar comigo o que acharam da história, se já conheciam o autor, se ficaram com vontade de ler... vou amar saber a opinião de vocês!

Beijos! 

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Ficou feliz que tenha gostado, Raphael ♥

      Excluir
  2. Ola
    Em primeiro momento, confesso que nem a capa, e nem a sinopse, chamaram a minha atenção, por mais que curta esse gênero de fantasia. Porém, li a sua resenha e fiquei curiosa quanto ao desenvolvimento, personagens e cenários. Suas impressões foram bem positivas, o que me fez prestar mais atenção na obra e perceber que eu poderia curtir essa leitura sim. Obrigada pela indicação!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Que bom que minha resenha despertou sua vontade de ler! Eu espero que você possa ler em breve, a história é realmente muito boa!

      Excluir
    2. Olá, legal que a resenha despertou sua curiosidade.
      Sobre a capa, ela imita a arte rupestre, encontrada em cavernas. Uma ilustração que reflete o quanto A Invasão de Tanagor marcou aquele povo e mundo.
      De fato, por Tanagor, diversas artes como essa contarão como foi a época da invasão.

      Excluir
  3. Oie amore,

    Nossa se fosse por essa capa não pegaria pra ler não.
    Mas ao ler sua resenha confesso que fiquei mega curiosa pra ler, e já anotei a dica por aqui!
    Adorei as escolhas dos quotes!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bom?

    Pela capa o livro não me chamou atenção, mas lendo sua resenha fiquei com vontade de ler e conhecer mais sobre e esse mundo. Adoro livros com ação, bom saber que tem isso no livro. E o final? também curto ser surpreendida pelo autor.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Eu gosto de fantasia, e depois de saber que é uma das leituras favoritas do ano.
    E ainda vai ter uma continuação, melhor eu esperar assim leio em sequencia, pois sei que vou ficar ansiosa até ler a continuação kkk
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. Olá, Nayara!
    Tudo bem?

    Achei bem legal essa capa, simples mas bacana. Eu gosto muito de livros do gênero ficção fantástica/fantasia, então você aguçou a minha curiosidade com a Invasão de Tanagor. Dica mais que anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Nay,
    Também gosto muito de fantasia e fiquei muito intrigada com esse livro, pois ele tem uma premissa muito interessante. A personalidade de Thaonai me agradou. Adoro personagens justos e ele parece ser muito feliz nas escolhas que fez.
    Vou anotar a dica, aliás, não poderia ser diferente depois de tantos elogios.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu não conheço o autor e nem a obra. Inicialmente a premissa do livro não me atraiu muito, mas pela sua resenha da pra ver que você gostou bastante, afinal, deu nota cinco. Fico feliz que ache a história bem criativa, mas acho que no momento irei deixar passar a dica, mas eu adorei a sua resenha ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. A capa do livro é bem interessante e por mais que eu não tenha lido o mesmo conseguiu, apenas com seu breve resumo, enxergar a história nela.
    Não sou muito chegada no gênero, mas não posso deixar de elogiar a criatividade do autor!
    Que bom que foi uma boa leitura para você. ;)

    Beijos

    ResponderExcluir